Geada preocupa produtores de trigo na região.


 A geada registrada nos últimos dias em algumas partes do estado preocupa dos produtores de trigo do Rio Grande do Sul. Cerca de 20% das lavouras podem ser afetadas pelo frio intenso, estima a Emater-RS. Na região de Santa Rosa, as espigas da planta amanheceram cobertas de gelo na quarta-feira (28).  O agricultor Egon Kelm, de Tuparendi,  prevê perdas nos 50 hectares que plantou com a cultura. "É uma preocupação. Esse é um frio que não poderia ter vindo", lamenta ele.  Em Cruz Alta, na Região Noroeste, o produtor rural Olvidio Filippin já faz as contas. Depois de perder toda a plantação de aveia - cerca de 150 hectares -, ele agora corre o risco de ter a lavoura de trigo prejudicada. A área de 170 hectares recebeu um investimento de mais de R$ 200 mil, que pode não ser recuperado. "Por baixo, acho que acima de 50% ficou afetado", diz o produtor, que esperava colher entre 55 a 60 sacas por hectare, mas agora prevê apenas 30. Em todo o Rio Grande do Sul, foram plantados mais de 1 milhão de hectares de trigo, que devem produzir cerca de 2,4 milhões de toneladas do cereal, conforme previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). De acordo com a Emater, 84% das lavouras de trigo do estado estão em fase vegetativa. O que mais preocupa, no entanto, são os 14% em fase de floração, que é a etapa mais prejudicada pela geada. Só dentro de uma semana, no entanto, será possível avaliar eventuais prejuízos nas plantações.

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter