Ficha limpa pode impedir os dois candidatos do ano passado de concorrerem na nova eleição de Crissiumal


Política - O prefeito de Crissumal, WALTER HECK (PSB), que teve o cargo cassado na tarde desta terça-feira(16) pelo Pleno do TRE-RS deve se pronunciar oficialmente na tarde hoje. Primeiramente ele vai se reunir com a assessoria jurídica pra formalizar a defesa no TSE.

WALTER HECK e o vice-prefeito, IVANO ZORZO terão de deixar os cargos. Eles foram cassados por acusação de terem ofertado dinheiro e cargos públicos a dois candidatos a vereador da oposição durante o processo eleitoral do ano passado. A eleição do ano passado teve uma diferença de 91 votos.

Heck e Zorzo haviam sido absolvidos no primeiro grau da Justiça Eleitoral em Crissiumal. Com a decisão do Tribunal e como a chapa obteve mais de 50% dos votos válidos no pleito de outubro, novas eleições deverão ser convocadas. Até a diplomação do novo eleito, o presidente da Câmara de Vereadores do município ROBERTO BERMANN (PMDB) deve assumir, interinamente, o comando da prefeitura de Crissiumal.

Em caso de nova eleição o prefeito e vice cassados HECK e ZORZO, não poderão concorrer por perda dos direitos políticos pelo período de oito anos. O mesmo deve acontecer com o candidato do PT, CARLOS GRÜN e da vice SANDRA TRENTINI, em razão da Lei ficha limpa./ Os dois foram presos em dezembro do ano passado durante a operação Patriota, desenvolvida pela Polícia Civil, que levou a cadeia 13 pessoas, por suspeitas de desvio de dinheiro público, fraude em licitações e outros crimes. Os presos são acusados de desviar mais de R$ 2 milhões por ano. A polícia também apontou fraude na requisição e pagamento de consultas médicas.

Produção: Antônio de Oliveira

Foto: Guia Crissiumal



Prefeito e Vice Cassados



Prefeito e Vice Cassados

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter