Vereadora de Tucunduva tem mandato cassado pela Justiça Eleitoral.


Eleitoral - A vereadora Marta Camera Taffarel, do PP - Partido Progressista de Tucunduva, cassada pela justiça eleitoral na tarde desta quinta-feira(25), vai recorrer na tentativa de reverter a sentença. Marta é acusada de abuso de poder econômico.

A juíza eleitoral Cátia Paula Saft, de Horizontina determinou a sentença baseada em áudio gravado por uma pessoa que teria trabalhado na campanha da vereadora e também em depoimentos que confirmaram o ato ilícito. A vereadora cassada foi a segunda mais votada na eleição do ano passado, quando recebeu 316 votos.

Se a sentença for mantida, VALMIR ARCARO do PT, deve assumir a vaga deixada pela vereadora. Porém quando o prefeito Paulo Roberto Schwertz do PMDB, vencedor da eleição fora de época assumir o cargo, a vaga deve ser preenchida por MARCELO ANTONIO BURIN do PP, que está na função de prefeito interino. BURIN voltará a Câmara como presidente do Legislativo.

A diplomação de Schwertz, vai acontecer no dia 22 de maio e a posse deve ocorrer dentro de 15 dias, através de sessão da Câmara de vereadores. 

Aplicativo

Para instalar no Android, ative a opção para instalação de aplicativos de fontes desconhecidas.

Os aplicativos são disponibilizados por CICLANOHOST


Facebook


Twitter